Football Memorian

Powered by Blogger
Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

Ferenc Puskás - Heroe y Leyenda
09 janeiro, 2007


Ferenc Puskás, conhecido na Hungria como Purczeld Ferenc sempre foi considerado gordo e baixo, comparado com os outros jogadores da época. Mas ele não era um rapaz baixo comum. Começou sua carreira como jogador de futebol em 1943 num time da sua cidade chamado Kispesti, quando tinha 16 anos. Em dois anos já estava na seleção. Em 1948 foi artilheiro da Liga Húngara com 50 gols. Sua principal arma era o chute com o pé esquerdo. No início dos anos 50, surgiu aquela famosa seleção húngara. Uma máquina.
Os húngaros foram campeões olímpicos em 1952 jogando um futebol do outro mundo. Foi uma campanha assombrosa. Em cinco jogos, cinco vitórias com vinte gols marcados contra apenas um. Tocavam a bola com classe, rapidez e uma rara determinação de vencer a qualquer custo. Pareciam todos jogadores foras de série. Um, porém, se destacava acima dos demais. Era Puskas, o gordinho de aparência inofensiva. Sua genialidade pairava sobre o altíssimo nível dos próprios companheiros. Jogando pela seleção húngara chegou a uma média incrível de marcar 84 gols em 85 jogos.

Em 1956, aquela famosa seleção húngara acabou, graças à revolução contra a ocupação soviética. Puskás sobreviveu. Foi para a Espanha jogar no Real Madrid, ao lado de Di Stéfano, Kopa e Gento. Lá ganhou nove títulos nacionais e internacionais, os quais vieram a somar com os cinco que havia conquistado na Hungria. Foi quatro vezes artilheiro dos campeonatos espanhóis. Naturalizado, vestiu a camisa da seleção espanhola na Copa do Mundo de 1962. Em 1954, pela seleção húngara, perdeu a final do mundial para a Alemanha, em um dos resultados mais incríveis da história do futebol. Parou de jogar com cerca de 40 anos, depois virou treinador.
Como jogador, atuou por quatro equipes. Kispesti FC entre 39 e 44. Kipesti AC entre 44 e 49 e Honvéd de 49 a 56 na Hungria. E pelo Real Madrid de 58 a 67. Pela seleção húngara marcou 84 gols em 85 partidas. Pela seleção espanhola jogou apenas 4 vezes e não fez gol. Pelo Honvéd e Kipesti, marcou 358 gols em 394 partidas. E pelo Real Madrid marcou 324 gols em 372 jogos. Sendo um total de 766 gols em 851 jogos. Uma média realmente muito impressionante.
Pelo Real, ganhou três Copas da Europa(atual Liga dos Campeões), um Mundial Interclubes, uma Copa da Espanha e 5 Nacionais. Na Hungria ganhou 4 Campeonatos Nacionais. Pela Seleção ganhou as Olimpíadas de 1952.


Ferenc Puskás morreu no dia 17 de Novembro de 2006 em Budapeste. Sofria de Alzheimer desde 2000 e o Real Madrid chegou a realizar um amistoso para arrecadar fundos para tratar do jogador.


Funeral de Puskas na Hungria


Vídeo com a homenagem feita jogo do Real Madrid ap?s a morte de Puskas e alguns lances do g?nio.



Fontes:
WikiPedia
Museu dos Esportes
<body>